Flávio Rodrigues foi um dos vencedores do Concurso de Residências Artísticas Tijolo 2024 das Oficinas do Convento

Flávio Rodrigues foi um dos vencedores do Concurso de Residências Artísticas Tijolo 2024 das Oficinas do Convento de Montemor-o-Novo, que  apresenta publicamente, no dia 23 de junho, o projeto “Residuário” que integra como continuidade o projeto-mãe “Laivos | Ante improvisos e ressonâncias”.

Consiste numa série de ações em torno da construção e composição de dispositivos expositivos, em que materiais e objetos respigados ou outras pesquisas associadas a uma procura/encontro intuitivo se tornam forças cerimoniais.

Neste projeto, Flávio recolheu uma série de 120 azulejos, construídos manualmente há mais de dez anos, mas guardados e empacotados sem função aparente no Telheiro da Encosta do Castelo. Os azulejos, que foram ao longo do tempo atravessados pela chuva, sol e pelo contacto com vegetações, ganharam particularidades que foram, ao longo do processo de criação, olhadas, tratadas e evidenciadas através do cuidado e da atenção dada.

Estes azulejos são a matéria usada para construir uma linha escultórica no chão do Paço dos Alcaides do Castelo. A construção projeta um gesto potencialmente coreográfico e atribui à linha um estado associado ao momento presente, moldando-se e metamorfoseando-se à presença e movimentações de quem observa, do clima, das paisagens circundantes e, claro, às sensações que vivem no próprio performer.