Dias 15 e 16 de junho Coruche volta a ser palco de mais uma competição nacional de BTT

Dias 15 e 16 de junho Coruche volta a ser palco de mais uma competição nacional de BTT.

Fátima Galhardo, vice-presidente da Câmara Municipal de Coruche, adiantou à RNA que as “24horas de BTT são uma iniciativa que é da responsabilidade do município de Coruche e para além disso tem uma rotatividade entre várias Associações de BTT do concelho nomeadamente a Strix Bike Team, que é a associação que este ano lidera a organização com a Câmara Municipal de Coruche, mas também os craques do Pedal, os Montinhos e também a ARZ Bike Team, ou seja cada ano uma associação de BTT local assume a  organização das 24horas com a Câmara Municipal de Coruche.

Podemos efetivamente contar com “prize Money” de 5000 € e a grande verdade é que temos vários embaixadores desta prova, em primeiro lugar temos um coruchense  que é o José Silva que a nível nacional já teve várias pontuações quer ao nível do BTT e também inclusivamente já participou numa prova de BTT no deserto que se posicionou-se num ranking bastante considerável para o próprio em termos individuais”.

Este ano a prova tem como padrinho das 24 horas de BTT o Nelson Rosado dos anjos também  como uma figura de protagonismo desta iniciativa.

As inscrições estão a decorrer até dia 9 de junho.

A vice-presidente afirma ainda que no próximo dia 15 de junho o objetivo é “ter o parque do  Sorraia em Coruche totalmente repleto com muitos participantes, com zonas de chegadas espetaculares que se passam sempre pelo Rio Sorraia, pela praça de touros de Coruche e por toda a zona envolvente onde há um cenário que ao mesmo tempo é ótimo na chegada porque tem muitos participantes e este ano conta com o arranque dos Sons de Verão Sol como habitualmente e com o festival do Rancho Folclórico  também ele assume sempre a liderança destes Sons de Verão”.

“Por um lado acaba por ser também uma iniciativa que envolve os Escuteiros de Coruche porque vão estar nos vários pontos de abastecimento da prova, para que haja sempre acompanhamento de todos aqueles que fazem as 24horas BTT ou seja a grande verdade e aquilo que nós percebemos é que durante este circuito e durante estes Km’s a grande verdade é que se possa haver sempre um acompanhamento muito direto da organização para que ninguém se sinta sozinho durante este percurso”, remata.