Aprovada a construção de dois campos de padel no Clube de Ténis em Montemor

Assinado hoje no Salão Nobre da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo o protocolo para a construção de dois campos de padel no Clube de Ténis da cidade.

Olímpio Galvão, presidente da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo, explica que “este protocolo de parceria entre o Estado e o Clube de Ténis de Montemor-o-Novo, para que se construam mais dois campos e padel”, sendo este “um projeto que vai ser feito a nível do Clube de Ténis mas esperado e a dinamizado para todo o concelho e para que possam praticar padel”.

Segundo o autarca “a Câmara Municipal de Montemor-o-Novo apadrinha este acordo com o Estado, tendo a comparticipação dos restantes 50% de apoio para a construção dos dois campos” assegurando ainda que está a ser feito um trabalho “para o desporto, para mais gente praticar desporto”, acrescenta.

O autarca considera que o Clube de Ténis tem feito muito pelo desporto garantindo que “esta associação e outras são ajudadas pela Câmara Municipal, e neste caso também pelo Estado, porque merecem sê-lo”, destacando que o Clube de Ténis “com 700 atletas federados, este número impressionante, é prova que há uma dinâmica que há uma dinâmica a nível local, a nível regional e até a nível nacional”.

Carlos Miguel, secretário de Estado Adjunto e do Desenvolvimento Regional representa “um valor que por sua vez irá custear metade, 50% da obra, é este primeiro passo”, acrescentando que este passo fica assegurado “pela Câmara Municipal e, por outro lado, pela própria dinâmica do Clube de Ténis”, promovendo o associativismo.

Quanto à assinatura do protocolo Sónia Mendes, Diretora Geral das Autarquias Locais, considera que será benéfico “para além de ter sido um apoio dado pela Administração Central, a uma entidade privada, é dado esse apoio para beneficiar, desde logo, os meninos de Montemor-o-Novo que vão ter mais dois campos de padle para poderem jogar e naturalmente, toda a população de Montemor”.

Já Dora Sampaio, presidente do Clube de Ténis de Montemor-o-Novo, acredita que este “é sem dúvida um momento importante na história do clube”. Permitindo a construção destes 3 campos “podemos, não só, ter o padel escolar, mas também levar o padel a um público alvo diferente daquele que, neste momento, usufrui de um só campo”.

Para o vice-presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Alentejo, Aníbal Reis Costa, as conquistas do clube são “de louvar, não só a nível de territórios de baixa densidade”, acrescentando que também é importante pela questão da “diversidade de oferta que o Clube de Ténis poderá ter, por via deste apoio”.

Esta é também uma forma de “um reforço de uma modalidade, um reforço de uma direção e também da criação de maior atratividade do próprio território, para poder trazer mais pessoas ao concelho de Montemor e, de alguma forma, a própria região”, segundo Aníbal Reis Costa.

O Protocolo que ira permitir a criação de dois campos de padel foi assinado hoje, no salão nobre da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo.