“Leituras na Planície” mostrou talento dos jovens alentejanos

Quase 300 alunos de várias escolas do Alentejo participaram na 4ª edição do concurso interconcelhio de leitura expressiva “Leituras na Planície”, cuja final teve lugar no dia 27 de maio, na Biblioteca Pública de Évora. A qualidade da leitura dos finalistas foi bastante significativa e o júri teve alguma dificuldade em apurar melhores.

Esta iniciativa contou também com o apoio da Câmara Municipal de Évora e teve a presença do Vereador da Educação, Alexandre Varela, na sessão de abertura.

O concurso foi organizado pelos professores bibliotecários dos Agrupamentos de Redondo, Moura, Portel, Manuel Ferreira Patrício (Évora), André de Gouveia (Évora) e Escola Secundária Poeta Al Berto (Sines), sendo coadjuvado pela Rede Bibliotecas Escolares através dos respetivos coordenadores interconcelhios.

Participaram nesta iniciativa 39 Agrupamentos de Escolas e estiveram na final 36 alunos (3 alunos por ano de escolaridade de todos os níveis de ensino).

Este ano o concurso teve como objetivos principais a promoção do gosto pela leitura; o contacto com os livros e o desenvolvimento da expressividade/ leitura expressiva em voz alta.

A iniciativa decorreu em 3 fases: a 1.ª Fase realizou-se na sala de aula, com os professores titulares de turma ou professores de Português, em que o professor selecionou 2 alunos por turma, que passaram à 2.ª fase, já a nível do Agrupamento/ Escola.

A 2.ª Fase foi feita na Biblioteca Escolar sendo selecionado um aluno por ano de escolaridade.

A fase final foi constituída por dois momentos: Prova de pré-seleção online – todos os alunos apurados na 2.ª fase gravaram um ficheiro áudio com a leitura do excerto do texto ou do poema das obras selecionadas para os respetivos anos de escolaridade; e Prova Final – no dia 27 de maio, na Biblioteca Pública de Évora.

O júri da final foi constituído por um representante de cada uma das seguintes instituições: Rede de Bibliotecas Escolares, DGEstE-DSRA, Câmara Municipal de Évora, Câmara Municipal de Redondo, CFAE Beatriz Serpa Branco e por um Coordenador Interconcelhio Rede de Bibliotecas de Évora convidado.

A Biblioteca Pública de Évora proporcionou ainda a todos os alunos participantes na final um momento de convívio com jogos de tabuleiro orientados pelos funcionários da instituição. Além das provas de leitura houve também um momento de leitura teatralizada e outro de música, inspirado nos 50º Aniversário da Revolução de Abril.