Outubro Rosa: uma medida que alerta para a prevenção do diagnóstico do cancro da mama

O Outubro Rosa é uma iniciativa que ocorre anualmente, a nível mundial, com o objetivo de alertar para a prevenção de um diagnóstico precoce do cancro da mama. Durante este mês, são várias as entidades que promovem rastreios, caminhadas e campanhas de sensibilização para esta temática.

Eduarda Pécurto, coordenadora do Grupo de Apoio de Évora, da Liga Portuguesa Contra o Cancro, do Núcleo Regional do Sul, explica que é importante a mulher estar atenta ao seu corpo, de modo a prevenir um diagnóstico precoce. A coordenadora adianta ainda que, ao longo deste mês, são várias as datas a destacar, “13 de outubro, o dia mundial do cancro da mama metastático, 15 de outubro, o dia da saúde da mama e 30 de outubro, dia nacional da prevenção do cancro da mama”.

O rastreio é a melhor forma de prevenir a descoberta desta doença tardiamente, permitindo ainda um tratamento menos agressivo, mais eficaz, podendo atingir-se uma cura total, “deve ser feito a partir da idade que o médico de família achar que deve ser feito, quando tem um familiar próximo que já passou pela doença, no entanto, através do rastreio da Liga Portuguesa Contra o Cancro, todas as mulheres dos 59 aos 69 anos, que estão inscritas no Centro de Saúde, estão convocadas para fazer o rastreio, nas unidades móveis”. Esta ação percorre o país ao longo do ano, regressando à mesma localidade, ao fim de um ano e meio.

Para incentivar a passagem de informação e o debate acerca deste tema, Eduarda Pécurto, encoraja todos a que, durante o mês, utilizem, no seu dia-a-dia algum objeto da cor rosa, afirmando que estes são gestos que despertam a conversa. A coordenadora revela ainda que, no ano passado, surgiram, na região novos 7 mil casos e cerca de 1800 mulheres faleceram vítimas desta doença.

A coordenadora do Grupo de Apoio de Évora, realça que é essencial que a mulher esteja atenta ao seu corpo, e, se notar algo fora do normal, “a mulher deve fazer a apalpação, principalmente, depois do período da menstruação, estar muito atenta a um corrimento que apareça, na mama, um nódulo, na mama, ou na axila”, deve dirigir-se ao médico de família. É também possível realizar um rastreio nas unidades fixas e móveis da Liga Portuguesa Contra o Cancro.

Este ano ainda não vai existir a habitual caminhada, de modo a evitar grandes ajuntamentos, no entanto, Eduarda Pécurto pede que “se juntem em pequenos grupos, vistam a camisola rosa e tirem uma selfie”, abrindo espaço para o debate desta temática.

Esta iniciativa decorre ao longo do mês de Outubro e para apoia-la pode adquirir uma t-shirt, disponível no Grupo de Apoio de Évora da Liga Portuguesa Contra o Cancro, cujo valor reverte em forma de donativo, para a causa. As fotos tiradas e publicadas devem conter a #OutubroRosa ou #LigaContraOCancro. Para mais informações pode fazê-lo através do email grupoapoioevoraligacontracancro.pt, pelos contactos 266 747 664 ou 915 999887, ou presencialmente, dirigindo-se à Avenida Gago Coutinho nº28, em Évora