Cultura em forma de “Manifesto” em Arraiolos até final do mês

Até final deste mês de setembro, quem visitar Arraiolos, terá oportunidade de visitar também uma exposição, ao ar livre, que tem como principal intenção mostrar ao mundo o talento dos escritores, atores, artistas, poetas e músicos portugueses, uns conhecidos e outros por conhecer, que preenchem as ruas da vila, bem como das suas freguesias, desde abril.

Trata-se de um projeto criado pelo Departamento, em parceira com a E-Panther, que, em Arraiolos, já implementou o projeto Rodes, através do qual se dá a conhecer o concelho através de passeios em bicicletas elétricas.

“O Manifesto”, assim se chama esta exposição, “foi trabalhada em apenas três semanas”, revela o diretor executivo da E-Panther, Mário Domingues, adiantando que a mesma também serve de homenagem aos artistas, numa altura em que a cultura ainda sofre as consequências da pandemia.

Ivo Canelas, Joana Espadinha, Katia Guerreiro, Márcia, Pedro Abrunhosa, Rita Redshoes, Samuel Úria, Valter Hugo Mãe, Sérgio Godinho e Graça Paz são apenas alguns dos artistas que participam na iniciativa. “Os artistas imediatamente aderiram a este Manifesto, a esta exposição de rua, com as suas frases e as mensagens”, revela Mário Domingues.

O diretor executivo da E-Panther convida todos a visitarem esta exposição, assegurando ser “muito agradável fazê-lo de bicicleta”. “Também pode ser a pé, mas de bicicleta, permite visitar todos os manifestos que estão pelas aldeias do concelho”, remata.