Inscrição do “Processo de confeção do Tapete de Arraiolos»

O «Processo de confeção do Tapete de Arraiolos» já se encontra inscrito no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial tendo todo o processo contado com o acompanhamento e parecer favorável da Direção Regional de Cultura do Alentejo (DRCAlentejo).

A DRCAlentejo tem trabalhado em conjunto com o Município de Arraiolos neste processo, e participado, entre outras iniciativas, no recente congresso internacional organizado pela Universidade de Évora e Município sobre a arte têxtil e o tapete de Arraiolos. Têm também sido promovidas diversas iniciativas entre as quais exposições, conferências e workshops que visam a divulgação desta arte e a sensibilização para este património.

A inscrição do «Processo de confeção do Tapete de Arraiolos» no Inventário Nacional do Património Cultural Imaterial responde a critérios relativos à importância da manifestação do património cultural imaterial enquanto reflexo da identidade da comunidade em que esta tradição se originou e se pratica. A produção e reprodução que caracterizam esta manifestação do património cultural na atualidade traduz -se em práticas transmitidas intergeracionalmente no âmbito da comunidade de artesãs e artesãos do tapete de Arraiolos, com recurso privilegiado à oralidade e à observação e participação direta, conforme se pode ler na proposta que obteve o parecer favorável desta Direção Regional de Cultura.