União Montemor estreia-se no Campeonato de Portugal com vitória por 2-1 com Serpa

Este domingo aconteceu o arranque oficial da época desportiva do Grupo União Sport, que recebeu e venceu por 2-1 o Serpa, em jogo referente à 1.ª jornada da Série F do Campeonato de Portugal.
A partida, que colocava frente a frente 2 clubes alentejanos que regressavam aos nacionais de futebol após algumas épocas de distrital. O União estreava-se na Série F, após 6 épocas de distrital, enquanto que o Serpa já levava 14 temporadas de Distrital.

O União iniciou o desafio com uma novidade na baliza, com a titularidade a ser entregue a Pedro Garcia. O encontro arrancou com sinal mais para o Serpa, que entrou melhor na partida, com muita posse de bola, mas sem criar ocasiões de golo. O União equilibrou, após uns primeiros minutos mais apáticos e, após o minuto 10, começou a acercar-se com algum perigo da baliza adversária. Após 2 boas oportunidades não concretizadas, por Edi e João Nobre, aos 16 minutos, o União inaugurava o marcador. Depois de uma recuperação de bola a meio campo, Pipo desmarcou-se, isolou-se e, com frieza, desviou a bola para o fundo das redes, com a bola ainda a beijar o poste. Aos 24 minutos, depois de um grande passe de Edi Castro, Bruno Machado falhou na cara do golo. O União carregava mas desperdiçava, com o guarda-redes Rui Peta, a brilhar na baliza do Serpa. O União criou diversas oportunidades, mas desperdiçou em demasia, o que daria um maior conforto à equipa treinada por João Guerra. Ao intervalo a vantagem era magra, para aquilo que a equipa da casa efetuou nos primeiros 45 minutos.
A 2.ª parte iniciou com o Serpa a fazer a sua primeira substituição, com Diogo Conceição a ser rendido por Marcos Delgado. O União entrou a marcar na 2.ª parte, com João Nobre a cabecear para o 2-0, após pontapé de canto, aos 51 minutos, trazendo maior justiça ao marcador. Aos 58 minutos, o treinador do Serpa mexia novamente na sua equipa, tentando alterar o rumo dos acontecimentos, com Luís Soudo e Raposo a substituírem Luís Henrique e Tiago Floriano. O União fazia um bom jogo e dominava a partida, numa 2.ª parte mais morna. Aos 70 minutos, o União realizou a sua primeira alteração, fazendo entrar Miguel Serrano para o lugar de Bruno Machado. O tempo passava e o guarda-redes Pedro Garcia mantinha-se como mero espetador do jogo, com o Serpa sem criar oportunidades. Pouco depois, no União, Fábio Capela entrou para o lugar de Pipo, enquanto que no Serpa acontece nova dupla alteração, com João Valente e Rui Óca substituíram Soudo e Malagueta. Aos 83 minutos, contra a corrente do jogo, o Serpa reduziu a desvantagem, com João Valente a faturar, correspondendo bem a uma bola cruzada, perante a apatia total da defensiva alvinegra. No União, aos 90 minutos, João Guerra fez entrar Denilson para o lugar de Edi Castro. O encontro chegaria ao seu término com uma vitória suada mas completamente justa para a formação montemorense, com o União a ser perdulário e, com isso, a originar um sofrimento final desnecessário, após o golo da equipa forasteira.