Viagem de comboio entre Évora e Elvas a uma velocidade de 250 Km/h em 2024

O novo troço ferroviário, que vai ligar Évora a Elvas, irá permitir atingir uma velocidade de 250 km/h, o que permite que Portugal integre a rota dos países desenvolvidos da ferrovia. Mas essa realidade só será possível dentro de três anos.

O tema esteve em debate ontem, em Lisboa, no dia em que o comboio europeu, o “Connecting Europe Express”, partiu de Lisboa para Paris, numa iniciativa inserida nas comemorações do Ano Europeu do Transporte Ferroviário 2021.

A linha Évora-Elvas, para o ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos é “uma peça-chave para a ligação rápida entre Lisboa e Madrid”. Durante a sua intervenção, o ministro assegurou ainda que este meio de transporte tem uma “eficiência energética imbatível”.

O objetivo deste “Connecting Europe Express” passa por promover os benefícios do transporte ferroviário para os passageiros, as mercadorias e o ambiente, sendo que, para o diretor executivo da comunidade de empresas ferroviárias e de infraestruturas europeias (CER), Alberto Mazzola, o comboio de alta velocidade é a melhor alternativa ao avião, sobretudo quando se trata de viagens abaixo dos 700 ou 800 quilómetros.

Para além da alta velocidade, com a ligação entre Elvas e Évora, em 2024, está prevista, a partir de 2028, que uma viagem de comboio entre Porto e Lisboa, e após construída a primeira parte da nova linha entre as duas cidades, passe a demorar duas horas. Em 2030, a previsão do tempo dessa mesma deslocação é de uma hora e 15 minutos.