91 anos de Bombeiros em Montemor e “muitas dificuldades” para ir sobrevivendo

A Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Montemor-o-Novo celebra amanhã, dia 10 de agosto, 91 anos desde a sua fundação. Contudo, esta é uma data que, devido à pandemia, e tal como aconteceu em 2020, não irá ser celebrada como seria de esperar.

“Tínhamos uma cerimónia, no ano passado, para lembrar esses nossos antepassados que fizeram a corporação deste corpo de bombeiros e desta associação, mas, derivado a esta situação da Covid-19 tivemos que adiar. Este ano, voltámos a marcar e seria dia 15 de agosto, mas, mais uma vez, tivemos que adiar, porque a situação não tem estado boa”, explica o comandante da corporação, Luís Paixão.

As dificuldades vividas na corporação, por esta altura, garante ainda Luís Paixão, “são muitas”. “Cada vez mais a população é mais exigente, cada vez necessita mais de nós, que temos de servir prontamente e com profissionalismo”, adianta. Também a formação, lamenta o comandante, tem de ser paga pela corporação.

“Vamos sobrevivendo com alguns apoios da população, de algumas associações, coletividades e com a nossa Câmara Municipal, que se não fosse ela, se calhar, já tínhamos fechado as portas há uns anos”, remata.