Elvas: “A Cidade Incompleta” para conhecer no MACE

A exposição “A Cidade Incompleta”, de Fernanda Fragateiro, foi inaugurada, recentemente, no Museu de Arte Contemporânea de Elvas (MACE).

As obras, espalhadas por diversas salas do museu, “constituem um resultado final muito interessante”, de acordo com o colecionador António Cachola. “Atrevo-me a dizer que se trata de uma exposição que poderíamos dizer que são várias, porque cada sala do museu vai ter uma atmosfera diferente e vai permitir viver experiências diferentes”, adianta.

António Cachola, ao explicar o significado do nome escolhido para esta exposição – “Cidade Incompleta”, revela que “não significa que tenha falta de equipamentos sociais, ou outros. Está-se a recuperar uma frase de Herberto Helder que diz que as cidades são necessariamente incompletas”.

A exposição “Cidade Incompleta” marca a reabertura do Museu de Arte Contemporânea de Elvas e vai estar patente ao público até janeiro de 2022.