Montemor: Festa dos Contos estende-se a Évora e Cabrela

FestaContosTem início esta sexta-feira, dia 21 de maio, em Montemor-o-Novo, a 11ª edição da Festa dos Contos, um evento que se estende a Évora. Ainda assim, e devido às contingências e às normas da Direção-Geral da Saúde, a festa foi obrigada a centrar-se, desta feita, mais num local, pelo que, a maioria dos espetáculos decorrem no jardim do cineteatro municipal Curvo Semedo.

O festival, que já teve vários formatos, revela o responsável pela organização do evento, Carlos Marques, é sempre muito elogiado pelo público. “Uma das coisas que o público nos tem dito é que a nossa capacidade de transformar, todos os anos, a festa, é extraordinária. Eu todos os anos penso a festa, com a minha equipa, esta festa, de forma diferente”, garante.

O evento, recorda ainda Carlos Marques, decorre em diversos espaços, em Montemor e pelas suas freguesias, sendo que, este ano, há apenas a extensão a Évora e à cabine de leitura de Cabrela. “A festa, que por norma, costuma ter o quartel-general na Biblioteca Municipal Almeida Faria, em Montemor-o-Novo, e depois costuma partir-se pelas freguesias rurais todas, Montemor, chega até Vendas Novas e vai chegando a vários lugares. Já teve um pré-festival em Lisboa, ou seja, a festa, por norma, tende a ser em vários lugares. Este ano temos apenas essa extensão a Évora e a Cabrela”, explica.

Apesar do evento se expandir a Évora e Cabrela, garante Carlos Marques, “as noites fortes” da festa serão em Montemor-o-Novo. “Não o podemos partir com risco de perder força”, acrescenta.

Carlos Marques revela ainda que a Trimagisto decidiu avançar para a realização do evento, este ano, com o objetivo de devolver o sentimento de pertença à comunidade, depois de longos períodos de confinamento.

A 11ª Festa dos Contos arranca hoje pelas 18 horas, com “Histórias no Feminino de Theatron”, de Ângelo Torres, no jardim do cineteatro Curvo Semedo. À mesma hora, na Biblioteca Pública de Évora, Ana Santos apresenta “A Mulher que Lia”, de Cristina Taquelim, que depois é apresentado, a partir das 20.45 horas, em Montemor, antes de uma tertúlia de Cante Alentejo com Celina da Piedade.