Greve encerra várias escolas em Montemor-o-Novo

EB1SaoJoaoDeusMontemorOs funcionários públicos estão esta quinta-feira, 20 de maio, em protesto, com uma greve, pela valorização dos salários e das carreiras.

A greve, que se faz sentir, sobretudo nas escolas, faz com que, no seio do Agrupamento de Montemor-o-Novo, apenas quatro estabelecimentos de ensino estejam a funcionar. A informação é avançada à Rádio Nova Antena pela diretora do Agrupamento, Idalina Bento.

“Hoje, apenas temos quatro escolas a funcionar. Todas as outras estão com as atividades letivas suspensas e temos algumas encerradas na totalidade”, adianta a professora. Para isto, adianta, contribui o facto de haver “um número significativo de assistentes operacionais que estão em greve”.

As escolas com “edifício encerrado”, esta quinta-feira, são a Básica São João de Deus, Cortiçadas de Lavre, Foros de Vale de Figueira, Lavre, Santiago do Escoural e São Mateus.

Com esta greve dos trabalhadores da administração local, convocada pela Frente Comum, apela-se ao reforço de serviços públicos, pedem-se aumentos, mexidas nas carreiras, revogação do sistema de avaliação e revisão da tabela salarial.

Às 15 horas há uma concentração em frente ao Centro Cultural de Belém, em Lisboa, local onde reúne o Conselho de Ministros.