Montemor: pandemia não impede aumento de atletas no Clube de Ténis

TenisMontemorDesde o passado dia 5 que as modalidades desportivas, consideradas de baixo risco, puderam ser retomadas, tendo em conta o plano de desconfinamento do Governo. Entre os desportos que tiveram “luz verde”, no início do mês, por parte da Direção-Geral da Saúde, encontra-se o ténis.

No caso do Clube de Ténis de Montemor-o-Novo, revela a presidente da direção, Dora Reis, viveram-se momentos mais difíceis, enquanto o clube esteve de portas encerradas, mas que, ainda assim, e quando foi possível retomar os treinos, foram levadas a cabo várias iniciativas, com vista, entre outros, ao aumento do número de atletas.

“É um clube com muita manutenção, com sete postos de trabalho fixos e tudo isso não é fácil de gerir com o clube fechado”, lembra a presidente. Tendo em conta que o ténis é considerado um desporto de baixo risco, adianta Dora Reis, e, com isso, um dos primeiros “a abrir”, “muita gente” tem procurado o clube.

Entendeu ainda a direção do Clube de Ténis “convidar os grupos desportivos do concelho a terem aulas gratuitas, pelo menos, durante uma vez por semana”. “Nós facultamos aulas gratuitas para que também possam manter alguma atividade física”, acrescenta.

Dora Reis garante ainda que, contrariamente ao que aconteceu em outras modalidades desportivas, no Clube de Ténis não se verificou a desistência de atletas, depois da paragem forçado, devido à pandemia. “Muito pelo contrário. Conseguimos manter todos os alunos que estavam, em aula, e aumentar. Só ontem tívemos a entrada de novos cinco alunos”, garante.

De recordar que o Clube de Ténis de Montemor-o-Novo assinalou, no passado dia 18, 35 anos de existência.