“A Junta Resolve” pequenas reparações em casa de idosos de Montemor

AJuntaResolveA pensar na crise económica que se vive, e agora ampliada pela Covid-19, e nos idosos mais desprotegidos, a União de Freguesias de Nossa Senhora da Vila, Bispo e Silveiras, em Montemor-o-Novo, lançou este mês o projeto “A Junta Resolve”.

Através desta iniciativa, de cariz solidário, que vinha a ser pensada deste o início do mandato do atual executivo, procura-se dar resposta a pequenas reparações ao domicílio, de forma gratuita, segundo explica o presidente António Danado.

“Estudámos isto desde o início do mandato. Era um projeto para levarmos a cabo no ano passado. Entretanto, desde março do ano passado que não se passou nada em Portugal e no mundo, não afetou decisões nenhumas, e portanto atrasámos um bocadinho o projeto”, adianta o autarca.

A União de Freguesias encarrega-se, através de um assistente operacional, da mão-de-obra, para a realização de obras, sendo que cabe aos idosos o pagamento dos materiais necessários para a intervenção. O “Zé da Junta”, assim é chamado o funcionário que colabora neste projeto, estará disponível para realizar substituição de vidros e fechaduras, reparação de torneiras, autoclismos, sifões, estores, persianas, tomadas de eletricidade, casquilhos, interruptores e lâmpadas, deslocação de mobiliário e objetos pesados dentro do domicílio e fixação de objetos às paredes e tetos.

O projeto, adianta Danado, é direcionado aos portadores do Cartão Mor Solidária e a pessoas com mais de 65 anos e com dificuldades financeiras, residentes em Nossa Senhora da Vila, Bispo e Silveiras. Este é um “projeto âncora” da União de Freguesias, no âmbito da ação social, de resposta às necessidades da população, que António Danado espera que o próximo executivo possa vir a dar-lhe dar continuidade.

Quem precisar deste ajuda, deverá entrar em contacto com a União de Freguesias, através de telefone, pelo 266 070 750, ou email (geral.jfvilabisposilveiras@gmail.com).

António Danado defende ainda que este é “um projeto simples, que resolve problemas grandes”, mas que não têm em vista fazer frente à iniciativa privada.