Eleições presidenciais acontecem a 24 de Janeiro

eleiçõesAs eleições presidenciais portuguesas de 2021 realizam-se dia 24 de janeiro, e determinarão quem será presidente da República de Portugal nos próximos cinco anos.

São sete os candidatos à Presidência da República: Marisa Matias, Marcelo Rebelo de Sousa, Tiago Mayan Gonçalves, André Ventura, Vitorino Silva, João Ferreira e Ana Gomes.

A Rádio Nova Antena saiu à rua para perceber se as pessoas vão ou não deslocar-se às urnas.

Célia Oliveira vai votar a 24 de Janeiro porque considera que é importante “decidirmos para podermos reclamar de quem está no poder e para isso temos que votar e dar a nossa opinião”.

Também Alcino Duarte vai exercer o seu direito de voto. “Acho que é importante votar e as pessoas terem liberdade de expressão”.

José Costa considera que é nosso dever ir votar, pois “para terem regalias é preciso cumprir com as regras”.

Já Nuno Martins concorda com as eleições e acha que “as pessoas deveriam ir votar, porque é um direito civil e estou a pensar ir votar no dia 24, vou sempre votar”.

“As eleições precisam de existir, ou tinha-se pensada à mais tempo não se fazerem nesta altura ou agora não há volta a dar, têm mesmo que se fazer”, refere Rosalina Linguiça. A montemorense adianta que está a pensar ir votar no dia 24, pois não terá que se deslocar do concelho.

Vera Barros encara o voto como um dever cívico e acha que “é uma coisa que nós temos que aderir em massa”.

De acordo com a lei portuguesa, o candidato deve receber a maioria absoluta dos votos (50% mais um voto) para ser eleito. Se nenhum candidato alcançar a maioria na primeira volta, deve ser realizada uma segunda volta, entre os dois candidatos que receberam mais votos na primeira.