Sustentabilidade e economia circular no turismo do Alentejo

AlentejoCircularNo Alentejo, o projeto Sustentabilidade e Economia Circular no Turismo (SECTUR) centra-se nas serras da Cabrela e Monfurado, integradas nos concelhos de Montemor-o-Novo, Alcácer do Sal, Viana do Alentejo e Évora.

Este projeto está a ser desenvolvido pela empresa VERde NOVO e pela MARCA – Associação de Desenvolvimento Local.

Sandra Teixeira, diretora da VERde NOVO, refere em comunicado enviado à agência Lusa que o SECTUR visa “a necessidade de implementar ações individuais e coletivas que promovam um turismo mais sustentável e circular nestes territórios, para que dessa forma se possa reforçar a atratividade dos destinos em causa, ao mesmo tempo que se preserva e valoriza melhor os seus recursos, nomeadamente naturais”.

A iniciava pretende promover a “ativação e capacitação de agentes e comunidades colaborativas, para o reforço de práticas de sustentabilidade e economia circular no turismo, promovendo também a partilha de experiências em dois territórios rurais, um a Norte e outro no Alentejo, reconhecidos pelo seu valor natural e integrados na Rede Natura 2000”.

Ainda no âmbito do SECTUR, vai ser criado um “manual de apoio à implementação de estratégias e práticas de sustentabilidade e economia circular no turismo, assim como num guia informativo sobre ofertas e agentes dos territórios que corporizam boas práticas a este nível”.

Neste momento, já está a ser feito um trabalho de mapeamento e diagnóstico, através da realização de questionários e entrevistas a agentes dos sistemas turísticos em causa.

Entretanto, no dia 11, vai realizar-se a ação de capacitação “Turismo do Futuro no Alvão: sustentável e circular”, uma iniciativa que decorre online, é gratuita e aberta à participação de todos os agentes e interessados do sistema.

O projeto tem um investimento de 21.211 euros e é apoiado pelo Fundo Ambiental em 20.150 euros.