Base de dados nacional do atropelamento no programa “Life Lines FM”

Life-lines-Logotipo-COR-PTFoi implementado pelo projeto Life Lines um sistema automático para que os dados de atropelamentos de faunas recolhidos nas estradas, tanto pela Universidade de Évora como pelos seus parceiros fiquem automaticamente disponíveis para qualquer pessoa que os queira visualizar.

Na edição desta semana do programa “Life Lines FM”, o bolseiro do projeto, João Craveiro, explica como funciona a base de dados nacional do atropelamento de fauna.

“Este sistema permite ver no website do projeto, em tempo real os registos dos atropelamentos à medida que a equipa do projeto faz a monitorização dos mesmos”, salienta João Craveiro.

A base de dados de atropelamentos de fauna tem mais de 73 mil registos espalhados de norte a sul do país, “totalizando mais de 200 espécies de fauna”, refere o bolseiro do projeto Life Lines.

Este ferramenta é de extrema importância porque permite ter a distribuição de várias espécies, saber os locais onde morrem mais, chamados de pontos negros de mortalidade e foi a base implementada para as medidas de mitigação no projeto Life Lines.