Município de Portalegre recupera fontanários da cidade

118036655_4991874207504880_5838814575072262245_oA Fonte de São Pedro, em Portalegre, localizada no parque de estacionamento homónimo, foi a primeira a ser intervencionada no âmbito de um conjunto de recuperações a ter lugar nos fontanários da cidade, promovidas pelo Município.

Para permitir que a água volte a correr em todas as fontes, serão colocadas torneiras temporizadas de pressão, fomentando desta forma a poupança de água, para não se registar situações de desperdício, constituindo ao mesmo tempo uma mais-valia a nível ambiental.

Para além do inegável valor artístico e patrimonial, salienta-se o cariz utilitário destas fontes, uma vez que, durante muito tempo, garantiram o abastecimento de água às populações.

A obra de conservação e restauro da Fonte de São Pedro, datada de 1730, interrompida durante o Estado de Emergência, foi retomada logo que ficaram asseguradas as condições de segurança e foi concluída muito recentemente, pela mão de Joaquim Caetano, “o mais reconhecido conservador restaurador de pintura mural a nível nacional”, assegura a Câmara Municipal da capital de distrito.

Pelas suas características, esta é uma peça singular, pouco conhecida, mas muito importante, não só no contexto patrimonial da cidade, mas também a nível nacional. Apresenta uma decoração com um efeito de “claro escuro” obtido pela técnica do esgrafito, de cariz popular, é limitada lateralmente por pilastras com mascarões, folhas e flores, tendo no painel central a representação de três santos: São Vicente Ferrer, São Mamede e Santo António, o padroeiro da cidade.

Todas as restantes intervenções vão ser efetuadas, integralmente, por administração direta e meios do Município de Portalegre.