Menires e cromeleques de Montemor para conhecer na Rota do Megalistismo

MegalistimoMontemor-o-Novo tem cerca de três centenas de monumentos megalíticos, pelo que, recentemente, foi lançada uma Rota do Megalitismo, com a participação do município montemorense e da Entidade Regional de Turismo.

A Rota do Megalitismo, integrada no projeto “Rotas do Touring Cultural do Alentejo e Ribatejo”, conta com percursos que transportam os turistas e visitantes até aos diversos locais onde se encontram dissemelhantes menires, cromeleques ou dolmens que têm despertado o interesse de investigadores, arqueólogos e curiosos. Juntamente com a Bretanha, o Alentejo e Ribatejo são as regiões com maior densidade e variedade de vestígios e monumentos megalíticos.

Com sugestões de visita de sete e três dias, a Rota do Megalitismo, à semelhança das dedicadas à Cultura Avieira, às Fortificações e ao Barroco, apresenta propostas transversais ao território de fruição associadas à temática, mas também sugestões de visitação a outros espaços culturais e de locais onde se pode degustar as gastronomias regionais e pernoitar.

Com este projeto – que abrange os 58 municípios integrantes da instituição e cujas restantes rotas serão apresentadas em breve -, a Entidade Regional de Turismo visa enriquecer a experiência e o conhecimento dos visitantes sobre o território e, consequentemente, potenciar o número de dias de estadia no Ribatejo e no Alentejo.

As informações sobre as quatro rotas temáticas estão disponíveis em brochuras em português, espanhol, francês e inglês, mas também online nos novos websites www.visitalentejo,pt e www.visitribatejo.pt, onde podem ser também visualizados os cinco filmes promocionais das rotas.