Hortênsia Menino alerta para falta de médicos em Montemor

Hortensia-MeninoO número de utentes sem médico de família no Alentejo aumentou 24 por cento nos últimos seis meses. Atualmente, são mais de sete mil alentejanos sem médico de família, uma subida alarmante, relativamente ao resto do país.

Esta é uma situação que se verifica também no concelho de Montemor-o-Novo, pelo que Hortênsia Menino, presidente da Câmara Municipal, considera “fundamental dotar o Serviço Nacional de Saúde de profissionais que façam o acompanhamento, quer dos cuidados primários de saúde, quer dos internamentos hospitalares”.

Com a pandemia da Covid-19 “torna-se ainda mais evidente a necessidade do Serviço Nacional de Saúde ser dotado de médicos e profissionais de saúde que consigam chegar a toda a população”, alega ainda a autarca.