DGS destaca Montemor, Odemira, Sines e Reguengos

Covid19loA Direção-Geral da Saúde (DGS) atualizou, nesta segunda-feira dia 7, a distribuição de infetados da Covid-19 por concelhos. No Alentejo, nos últimos sete dias, as maiores alterações são em Odemira, Sines, Reguengos de Monsaraz e Montemor-o-Novo.

O Alentejo tem as 15 alterações seguintes: Odemira (mais 13 casos), Sines (mais cinco casos), Reguengos de Monsaraz (mais quatro casos), Montemor-o-Novo (mais três casos), Grândola (mais três casos), Santiago do Cacém (mais dois casos), Portalegre (mais um caso), Arraiolos (mais um caso), Mora (mais um caso), Vendas Novas (mais um caso), Moura (mais um caso) e Serpa (mais um caso). Ponte de Sor tem menos um caso. E entraram, de novo, na lista Campo Maior (três casos) e Estremoz (três casos).

Assim, os 30 concelhos alentejanos com maior número de infetados, segundo a contagem da DGS em 31 de agosto, continuam a ser Reguengos de Monsaraz (166), Moura (115), Évora (82), Mora (59), Odemira (55), Montemor-o-Novo (48), Alcácer do Sal (45), Santiago do Cacém (42), Grândola (32), Beja (27), Sines (26), Elvas (23), Serpa (20), Arraiolos (19), Redondo (18), Ponte de Sor (15), Vendas Novas (11), Portalegre (10), Almodôvar (10), Gavião (9), Mourão (7), Cuba (7), Crato (6), Ferreira do Alentejo (6), Portel (6), Aljustrel (4), Campo Maior (3), Estremoz (3), Alandroal (3) e Viana do Alentejo (3).