“Apoio Maior” do IPDJ candidato ao prémio Manuel António da Mota

miguel rasquinhoO Instituto Português do Desporto e Juventude candidatou o projeto “Apoio Maior”, pensado e lançado pela delegação do Alentejo deste instituto ao prémio Manuel António da Mota.

O projeto nasceu em tempos de pandemia, com grupos de jovens voluntários a usarem o seu tempo para apoiar as juntas de freguesia e ajudar os mais desfavorecidos.

Miguel Rasquinho, diretor regional do IPDJ no Alentejo explica que “este projeto foi um sucesso e que se multiplicou por todo o país”, algo que é muito gratificante” e “é com enorme satisfação” que submeteram a candidatura ao prémio Manuel António da Mota, “de forma a demonstrar que também os jovens e o IPDJ estão preocupados com a pandemia que atravessamos”.

Só no final de novembro sairão os resultados, sabemos que foram apresentadas algumas centenas de candidaturas, “mas acima de tudo interessa demonstrar que no âmbito do IPDJ vai muito além dos apoios a associações, pretende demonstrar que há um papel muito importante na sociedade portuguesa, explica Rasquinho.

O IPDJ que candidatou o projeto “Apoio Maior” ao Prémio Manuel António da Mota que este ano tem como lema “Portugal vence a Covid-19”, e vai premiar as instituições que se distinguiram no combate à crise da Covid-19 e às suas consequências nas áreas da luta contra a pobreza e exclusão social, saúde, educação, emprego, inovação e empreendedorismo social, inclusão digital e tecnológica e apoio à família.