Associação ambientalista quer Governo a tomar posição na central de Almaraz

CentralNuclearAlmarazA central nuclear de Almaraz, em Espanha, registou na madrugada do passado sábado, 27 de junho, um incidente no reator da unidade II.

No espaço de cinco dias, este foi o segundo incidente, depois de no dia 22 a unidade I ter sido interrompida automaticamente como resultado da ação da proteção de turbinas originárias do gerador elétrico.

Uma vez que Almaraz está a cerca de cem quilómetros de Portugal, a associação ambientalista Zero considera que o Governo português deveria tomar uma posição, ainda para mais quando a central nuclear tinha ordem inicial para encerrar dentro de quatro anos, mas terá já recebido autorização para se manter em atividade até 2028.

Para além disso, a associação acha que o Governo espanhol deveria ter em conta os incidentes ocorridos nos últimos dias, na decisão que irá tomar quanto ao possível prologamento até daqui a oito anos para o encerramento definitivo da central nuclear.