EDIA, Museu da Luz e Centro de Interpretação de Alqueva reabrem

MUSEU DA LUZA Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas de Alqueva (EDIA) decidiu reabrir alguns serviços ao público. Cumprindo as regras de distanciamento social e proteção individual recomendadas pela Direção-Geral da Saúde, os espaços do Museu da Luz e do Centro de Interpretação de Alqueva (CIAL) abrem as suas portas ao público também esta terça-feira.

O uso de máscara será obrigatório para todos os visitantes, bem como a desinfeção das mãos antes da entrada, quer no Museu, quer no CIAL, onde será cumprido o distanciamento social bem como o respeito pela etiqueta respiratória. O Museu da Luz pode receber 12 visitantes em simultâneo e o Centro de Interpretação de Alqueva cinco. O atendimento ao balcão é feito a uma pessoa de cada vez e é solicitado aos visitantes que não toquem nas peças expostas e respeitem as orientações das colaboradoras no local.

Tal como o Museu da Luz e o CIAL, também as instalações da EDIA de apoio ao cliente nos diversos perímetros de rega de Alqueva podem atender presencialmente os agricultores. Neste caso, o atendimento personalizado é feito a um cliente de cada vez, é obrigatório o uso de máscara e desinfeção das mãos, respeitando-se igualmente as distâncias de segurança bem como a etiqueta respiratória. Neste caso, aconselha-se um contacto prévio com os colaboradores de serviço em cada edifício de apoio: Serpa, Beringel, Monte Novo e Cuba.