Campo Maior investe 1,42 milhões de euros na Casa das Flores

camara campo maiorO Município de Campo Maior afirma que “continua a apostar no futuro” e concretiza: “há várias obras que não pararam de avançar nos últimos dois meses”.

Um exemplo é a reabilitação do Antigo Edifício Militar do Assento, onde funciona o Museu Aberto e onde vai ser instalado o Centro Interpretativo das Festas do Povo – Casa das Flores. Para acompanhar a evolução deste projeto, o presidente do Município, João Muacho, os vereadores Luís Rosinha e Vanda Alegria e o chefe da Divisão de Obras e Urbanismo do Município, Rui Carneiro, visitaram esta obra no passado dia 14.

A reabilitação visa a recuperação e adaptação do antigo “Assento Militar”, um edifício do século XVIII, que se localiza no Centro Histórico de Campo Maior e está incluído na Área de Reabilitação Urbana, destinado a espaço público de utilização coletiva, com a versatilidade para o acolhimento de dinâmicas culturais e expositivas das raízes locais. Com esta intervenção, possibilita-se o surgimento de uma série de dinâmicas populacionais, económicas e culturais, nomeadamente a instalação do projeto do Centro Interpretativo das Festas do Povo – Casa das Flores.

De recordar que a Casa das Flores vai oferecer, a quem visita Campo Maior, um espaço que mostra toda a envolvência vivida pelo povo campomaiorense não só durante as Festas do Povo, mas também todo o entusiasmo da sua preparação, desde a escolha do cabeça de rua até à noite da enramação. A viagem será feita através de um percurso multimédia, em que o visitante terá a possibilidade de “participar” ativamente em todo o processo de decoração de uma rua.

Este é um projeto cofinanciado pelo Alentejo 2020, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), e representa um investimento total de 1,42 milhões de euros, financiado a 85%, com o Município a assegurar a contrapartida nacional, no valor de 213 mil euros.