Neste período de COVID-19 são fundamentais a paciência e a resiliência no que diz respeito às crianças e jovens

CRIANÇAS COVIDDepois das escolas terem fechado e o país se ter fechado em casa como forma de se proteger contra a pandemia COVID-19, o momento é assumidamente crítico para muitas crianças e adolescentes, que se vêm proibidos deterem as suas rotinas. A escola essa continua mas à distância, algo para o qual as crianças não estavam preparadas.

Tudo isto pode levar as crianças e jovens a terem comportamentos conflituosos e até chegam a sentir-se deprimidos.

A psicóloga infantil Ana Isabel Casadinho, afirmou à RNA “que neste período crítico pelo qual estamos a passar , são fundamentais a paciência e a resiliência. Não se deve esconder das crianças e adolescentes, a verdade do que realmente está a acontecer, porque isso pode levá-los à ansiedade”.

Entre os mais vulneráveis neste regime estão crianças e jovens, daí que a grande recomendação é que pais, mães e restantes cuidadores estejam atentos e adotarem estilos de vida que minimizem o impacto da situação nos mais novos.