O Posto Médico de São Cristóvão encontra-se encerrado

s. cristovaoO Posto Médico de São Cristóvão encontra-se encerrado, desde o dia 17 de março, antes de ter sido declarado pelo governo o estado de emergência devido à pandemia COVID-19.

Atualmente mantem-se em funcionamento apenas o serviço de enfermagem.

O pedido de receituário, baixas ou outros documentos está neste momento ser feito pelos utentes na Junta de Freguesia e  todas as terças-feiras, são encaminhados para a USF Foral, onde são processados e devolvidos para a Junta de Freguesia que depois os faz chegar aos utentes, de modo a evitar deslocações das pessoas pertencentes aos grupos de risco.

Este funcionamento excecional faz parte das medidas de apoio à população implementadas pela Junta de Freguesia de São Cristóvão como forma de proteção à pandemia do covid19, impedindo que a população ficasse sem um serviço essencial como a prestação de cuidados de saúde, conforme referiu à Rádio Nova Antena, António Fitas, Presidente da Junta de Freguesia de S. Cristóvão.

António Fitas, está descontente com o serviço prestado pela Unidade de Saúde Famíliar, Foral, do centro de saúde de Montemor-o-Novo, referindo que não concorda com as declarações da médica Fátima Breia, diretora deste serviço, que afirmou que “os serviços estão a funcionar normalmente”.

A Rádio Nova Antena contatou a médica Fátima Breia, diretora da Unidade de Saúde Familíar, Foral, do centro de saúde de Montemor-o-Novo, solicitando uma resposta às queixas do presidente da junta. Fátima Breia referiu que” o posto médico está encerrado, como todos os postos no Alentejo”.

Postos médicos das freguesias encontram-se encerrados, pelo que os utentes terão de se dirigir à junta de freguesia da sua residência para pedir receituário, mas a situação originou queixas do presidente da junta de São Cristovão e a RNA ouviou a resposta da diretora do centro saúde.