DECO apresenta medidas de precaução na ida às compras

Compras-300x169Ir ao supermercado é menos seguro do que antes, dada a possibilidade de contágio pelo novo coronavírus.

O pacote de medidas estabelecido para o combate à pandemia inclui o limite de acesso aos espaços comerciais, incluindo os supermercados, sendo permitida a permanência de apenas uma pessoa por cada 25 metros quadrados.

O objetivo é evitar aglomerações, de modo a que se possam pôr em prática as recomendações de distanciamento social, essencial para prevenir o contágio. Assim, continua a ser possível ir ao supermercado, mas é preciso adotar medidas de precaução.

“Planeie a ementa e anote os ingredientes necessários para as refeições, incluindo os condimentos. Faça a lista de compras, tendo em conta a dimensão da família, o espaço disponível na despensa e no frigorífico, os prazos de validade e a forma de conservação dos alimentos, de modo a minimizar as idas ao supermercado. Sem lista, arrisca-se a passar mais tempo nos corredores a tentar lembrar-se do que lhe faz falta. Não inclua produtos dispensáveis ou em quantidade excessiva”, aconselha a DECO.

“Na preparação da ementa, tenha em conta os princípios da alimentação equilibrada, com base na Roda dos Alimentos. Privilegie os alimentos nutricionalmente ricos, como fruta, legumes e leguminosas, em detrimento dos que contêm açúcar, gorduras e sal em excesso, em geral, mais calóricos. Inclua produtos que se conservem durante períodos mais alargados.

Pode optar por legumes enlatados ou congelados. O peixe em conserva, como atum, cavala e sardinha, e os ovos são também boas soluções. Nos frescos, a cenoura, os brócolos, o feijão-verde, o alho-francês e abóbora “aguentam” mais tempo. A maçã, a pera e os citrinos são frutas particularmente resistentes. Os frutos secos, como amêndoas, nozes e avelãs, são boas alternativas, por exemplo, para o meio da manhã ou da tarde.

Se possível, faça as compras em alturas de menor afluência, embora estes períodos sejam difíceis de prever. Tente manter-se a, pelo menos, um metro de distância das restantes pessoas, tanto no interior do supermercado, como no exterior, se houver fila para entrar. Lembre-se de que é possível estar infetado e não apresentar sintomas”.