Sessão de informação e sensibilização no CDOS de Évora (c/fotos)

_DSC0107
Teve lugar, na tarde desta 4ª feira, dia 4 de março, uma sessão de informação e sensibilização, no CDOS de Évora, destinada a jornalistas, com o objetivo de apresentar a organização e os referenciais do sistema de proteção civil.
Esta sessão de informação e sensibilização, no CDOS de Évora, vem na sequência da semana da proteção civil, que está a ser assinalada.

[/shc_shortcode]

A proteção​ civil é a atividade desen​​volvida pelo Estado, Regiões Autónom​as e autarquias locais, pelos cidadãos e por todas as entidades públicas e privadas com​ a finalidade de prevenir riscos coletivos inerentes a situações de acidente grave ou catástrofe, de atenuar os seus efeitos e proteger e socorrer as pes​soas e bens em perigo quando aquelas situações ocorram.
A atividade de proteção civ​il tem carácter permanente, multidisciplinar e plurissectorial, cabendo a todos os órgãos e departamentos da Administração Pública promover as condições indispensáveis à sua execução, de forma descentralizada, sem prejuízo do apoio mútuo entre organismos e entidades do mesmo nível ou proveniente de níveis superiores.
A atividade de proteção civil exerce-se nos seguintes domínios: Levantamento, previsão, avaliação e prevenção dos riscos coletivos; Análise permanente das vulnerabilidades perante situações de risco; Informação e formação das populações, visando a sua sensibilização em matéria de autoproteção e de colaboração com as autoridades; Planeamento de soluções de emergência, visando a busca, o salvamento, a prestação de socorro e de assistência, bem como a evacuação, alojamento e abastecimento das populações; Inventariação dos recursos e meios disponíveis e dos mais facilmente mobilizáveis, ao nível local, regional e nacional; Estudo e divulgação de formas adequadas de proteção dos edifícios em geral, de monumentos e de outros bens culturais, de infraestruturas, do património arquivístico, de instalações de serviços essenciais, bem como do ambiente e dos recursos naturais; Previsão e planeamento de ações atinentes à eventualidade de isolamento de áreas afetadas por riscos.