João Moura sai em liberdade com Termo de Identidade e Residência

joaoa mouraO cavaleiro monfortense João Moura foi libertado, ontem, depois de ter sido constituído arguido por alegados maus-tratos a animais de companhia. João Moura terá saído em liberdade com Termo de Identidade e Residência.

A detenção surge na sequência de uma investigação levada a cabo pelo Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da Guarda Nacional Republicana, que foi alertada para o que se estava a passar na herdade do cavaleiro de 59 anos, em Monforte.

Os militares da GNR, que se fizeram acompanhar por um veterinário, apreenderam 18 cães de raça Galgo Inglês, que se encontravam subnutridos e alguns deles com leishmaniose.

Depois de ter sido detido, João Moura foi submetido a interrogatório por parte do Ministério Público no Tribunal de Portalegre.

Os 18 cães ficaram aos cuidados do canil municipal de Monforte, sendo que hoje vão ser realojados, em várias associações de resgate de animais.

Em declarações ao blog tauromáquico Farpas, o cavaleiro desvalorizou a situação, negando quaisquer maus tratos aos animais e encontrando-se de “consciência tranquila”.