Construção de um concelho sustentável: um dos objetivos do Orçamento da Câmara de Évora

Anexo_AME3A Assembleia Municipal de Évora aprovou as Opções do Plano e Orçamento para 2020.

Estando prevista a concretização de diversos projetos de cariz ambiental foi escolhido como tema geral das Opções do Plano “Agir pelo Ambiente, Construir um Concelho Sustentável”. Com o mesmo, explica o presidente da Câmara de Évora, Carlos Pinto de Sá, pretende-se dar visibilidade a um trabalho que o município eborense já desenvolve desde 2014.

A defesa da gestão da água e as questões ligadas à eficiência energética são apenas alguns dos projetos aprovados e que serão aplicados, durante este ano. Também o projeto POCITYF, que pretende testar novas tecnologias com o objetivo de tornar a cidade mais autosustentável e amiga do ambiente, será aplicado no decorrer deste ano de 2020.

Carlos Pinto de Sá explica ainda que, neste momento, já é possível responder ao compromisso de baixar a carga fiscal, uma vez que a autarquia se libertou do Programa de Apoio à Economia Local (PAEL). “Tivemos agora uma primeira redução de IMI, aplicamos a taxa mínima para as microempresas e temos um enorme conjunto de investimentos em diversas áreas, como é o caso da área de revitalização do centro histórico e do património”, revela.

O Plano e Orçamento para 2020 abrangem ainda as áreas económica, social e da educação. A recuperação de centros de convívios para reformados e idoso e o investimento de mais de um milhão de euros para a recuperação de escolas são algumas das apostas da autarquia de Évora para este novo ano.