Medida para prolongar a vida útil dos eletrodomésticos no “Espaço Europa”

Ana Pereira - Verão 2019A Comissão Europeia vai publicar uma medida para prolongar a vida útil dos eletrodomésticos, com o objetivo contribuir para o desenvolvimento sustentável do planeta.

Muitas vezes tentamos recuperar eletrodomésticos e já não existem peças para a sua recuperação, o que faz com que sejamos obrigados a comprar novos aparelhos, algo que não é vantajoso.

Neste sentido a Comissão Europeia pretende que “os fabricantes garantam peças para um maior período de tempo, do que atualmente existe, para eletrodomésticos, num período de sete a dez anos, e desta forma há mais facilmente hipóteses de ser reparado, para que não se descarte tudo e se volte a comprar,” como explica Ana Pereira do gabinete Europe Direct do Alto Alentejo.

Outra das medidas é fabricar eletrodomésticos, como máquinas de lavar roupa ou louça, com lavagens mais eficientes, para um menor uso de água.

Ana Pereira adianta ainda que, “se estas medidas forem cumpridas pelos fabricantes garantem uma maior poupança no orçamento familiar, cerca de 150 euros anuais, e ao mesmo tempo contribuem para não abusar na utilização de recursos do planeta”.