Governo autorizou contrato da empreitada do Hospital Central do Alentejo

O Governo já autorizou a realização de despesa para a celebração do contrato da empreitada da construção do novo Hospital Central do Alentejo, pela Administração Regional de Saúde do Alentejo.

José Robalo, presidente do conselho diretivo da Administração Regional do Alentejo referiu que é “uma grande alegria ter uma capacidade instalada, daqui a quatro anos, que permita que muitos utentes que, agora se deslocam a Lisboa, possam ter esses cuidados na região”

O desenvolvimento tecnológico desta unidade pode ser “mais atrativo para profissionais de saúde e ao mesmo tempo melhorar a região em termos de desenvolvimento”, assegura José Robalo, que não quer desta forma desvalorizar outras unidades da região, afirmando que estão a fazer “investimentos para que possam responder a 80% das necessidades da região, como é o caso de Beja, e da clínica de alta resolução em Elvas.”

O novo hospital vai custar cerca de 180 milhões de euros, contando com apoio de fundos comunitários no montante de 40 milhões de euros.