Assinado contrato de adjudicação para construção de troço da Linha de Évora (c/fotos)

DSC_0108A cerimónia de adjudicação da empreitada para a construção do troço da Linha de Évora entre Évora Norte e Freixo realizou-se ontem.

O troço é o primeiro da ligação entre Évora Norte e Elvas e faz parte do Corredor Internacional Sul. O troço tem um valor de 46,6 milhões de euros, um prazo de execução de 540 dias e está inscrito no Programa Ferrovia 2020. O Corredor Internacional Sul tem um investimento total de 627 milhões de euros e conta com financiamento comunitário na ordem dos 389 milhões de euros.

A cerimónia teve lugar no edifício da Assembleia Municipal do Redondo.

O primeiro-ministro, António Costa, considerou que esta obra é muito importante para o Alentejo e para o ambiente, já que contribui para a descarbonização.

O ministro do planeamento e infraestruturas, Pedro Marques, afirmou que a ligação ferroviária vai ajudar a dinamizar o interior. O ministro acrescentou que em 2018 o programa Ferrovia 2020 teve mais investimento público.

O presidente da Câmara Municipal de Elvas, Nuno Mocinha, está satisfeito com a empreitada e destacou que a ferrovia vai diminuir os custos de transporte de mercadoria em 50%.

O presidente da Câmara Municipal do Redondo, António Recto, considerou que estas infraestruturas já faziam falta.

Carlos Fernandes, vice-presidente das Infraestruturas de Portugal explicou que a entidade está a desenvolver um estudo de viabilidade económica de um terminal de mercadorias em alguns municípios.

O presidente da câmara do Redondo acrescentou ainda que espera que o cais de cargas e descargas, mencionado pelo vice-presidente das Infraestruturas de Portugal, se concretize.

O presidente da CCDR Alentejo (CCDRA), Roberto Grilo, afirmou que a linha ferroviária é uma ambição que se concretizou.

O presidente da CCDRA acredita que a obra vai ter impacto na região.

O presidente da Câmara Municipal do Alandroal, João Grilo, considerou que esta obra é muito positiva para a região dos mármores.

O presidente da Câmara Municipal de Portel, José Grilo, acha que a diminuição do tempo de transporte das mercadorias é importante.

O presidente da Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz, José Calixto, disse que o importante é aproveitar as infraestruturas que vão ser construídas.

O contrato assinado hoje resulta no início dos trabalhos de construção da nova ligação ferroviária entre Évora Norte e Elvas.

A empreitada tem uma extensão aproximada de 80 km e está dividida em três troços – Évora Norte/Freixo, Freixo/Alandroal e Alandroal/Linha do Leste. O contrato vai beneficiar de uma comparticipação financeira da União Europeia de 40%, através do programa Connecting Europe Facility.

Para além do Alentejo várias regiões do país vão beneficiar do melhoramento ou aumento da rede ferroviária.