Entrevista com Teresa Sequeira Lopes, presidente da CRIMA (c/som)

TeresaSequeiraLopes-300x201 (1)A CRIMA, Comissão Regional do Internato Médico do Alentejo, surgiu antes do 25 de abril, com a necessidade de estruturar a formação médica e, desta forma foram realizados vários processos até chegar a um consenso que resulta numa legislação em que todos os médicos internos têm formação idêntica de norte a sul do país.

No Alentejo existem cerca de 400 médicos a fazer o internato do ano comum (IAC), que pretende ser uma abordagem do que vai ser o seu trabalho futuro.

Teresa Sequeira Lopes, presidente da Comissão Regional do Internato Médico do Alentejo (CRIMA) refere que, “na região Alentejo, apenas existem 17 especialidades, nos 5 hospitais da região”, e que “a especialidade de endocrinologia faz muita falta na região”, pois “há cada vez mais diabéticos a nível nacional”.

Teresa Sequeira Lopes, presidente da CRIMA, é a convidada do espaço entrevista de hoje.