Évora: Queima das Fitas 2018

Anexo_ColegioEspiritoSanto (3)A Associação Académica da Universidade de Évora, a Reitoria da Universidade de Évora e Câmara Municipal de Évora, reuniram para conjuntamente abordar a minimização dos incómodos causados pelas atividades relacionadas com a Queima das Fitas.

Foi assim possível chegar a um entendimento sobre as medidas a tomar que pretendem diminuir o impacto negativo das atividades, em particular no que concerne aos concertos noturnos, através da redução do horário abrangido pelas licenças especiais de ruído, do encerramento do palco secundário nos dias 27 (domingo) e 29 (terça-feira), no encerramento do palco principal no dia 29 (terça-feira, Noite de Tunas) e no horário de funcionamento do recinto, tendo sido aceite a proposta da Associação Académica no que a esta questão diz respeito.

A AAUE compromete-se a realizar ajustes na organização do espaço, que proporcione um menor impacto sonoro nas cercanias do recinto.

Sabendo que existirão sempre níveis de incómodo que não serão ultrapassados mas reconhecendo a importância para a cidade e para região do impacto que o evento organizado pela AAUE tem tido ao longo dos anos, as três entidades entendem que as medidas agora adotadas permitem de alguma forma minorar os aspetos mais negativos da realização de um acontecimento que envolve milhares de estudantes e familiares.