Associação Portuguesa de Cidades e Vilas com Cerâmica tem Viana do Alentejo como município fundador

332A6002Foi assinada dia 17 de abril, em Mafra, a escritura pública da Associação Portuguesa de Cidades e Vilas com Cerâmica (AptCC), pelos representantes dos 14 municípios fundadores, entre eles os municípios alentejanos de Viana do Alentejo, Redondo, Reguengos de Monsaraz e Montemor-o-Novo.

Os restantes municípios são Alcobaça, Aveiro, Barcelos, Batalha, Caldas da Rainha, Ílhavo, Mafra, Tondela, Viana do Castelo e Vila Nova de Poiares.

Esta associação é criada com o intuito de promover e preservar as manifestações cerâmicas do território português, e irá garantir a presença nacional no Agrupamento Europeu de Cidades Cerâmicas (AeuCC), estrutura que desenvolve projetos de natureza económico-culturais no âmbito da cerâmica, associados a organizações internacionais.

Entendendo este projeto de salvaguardada e divulgação como um vetor estratégico para a patrimonialização da herança cultural e histórica da olaria e cerâmica locais, a Câmara Municipal de Viana do Alentejo mostrou-se muito interveniente em todo o processo de constituição que se iniciou em janeiro de 2015, tendo sido a anfitriã da sessão de trabalho que definiu os seus estatutos, a 16 de junho de 2016.

Entretanto, dia 16 de abril, realizou-se na vila portuguesa de Mafra uma Assembleia Geral do Agrupamento Europeu das Cidades Cerâmicas, onde estiveram representadas as suas congéneres de Itália, França, Espanha, Roménia, Polónia, Alemanha e República Checa. Em cima da mesa estiveram a aprovação de legislação para a atribuição de Indicações Geográficas de Origem para produtos não agrícolas (como a cerâmica tradicional) pelo Parlamento Europeu e pela Comissão Europeia, e uma possível candidatura da cerâmica europeia a Património Imaterial da Humanidade da UNESCO.

Recorde-se que está a decorrer em Viana do Alentejo, o Curso de Oleiro que surgiu de uma parceria entre o Município de Viana do Alentejo e o Instituto de Emprego e Formação Profissional/Centro de Formação Profissional de Évora, com o objetivo de recuperar uma profissão tradicional em extinção. O curso decorre até dia 3 de julho e confere dupla certificação – 9º ano e o certificado profissional de oleiro.

Até 19 de maio, os formandos do Curso de Oleiro expõem as peças de sua autoria dedicadas à Romaria a Cavalo Moita – Viana do Alentejo, no Antigo Posto de Turismo de Viana do Alentejo.