Agrupamento de Évora com projeto contra segregação profissional de género

imageO Agrupamento de Escolas nº 4 de Évora está entre as dez escolas e agrupamentos do país, que vão integrar o projeto-piloto “Engenheiras por um Dia”, enquadrado na Agenda para a Igualdade no Mercado de Trabalho e nas Empresas, do Governo, que previne e combate os estereótipos de género nas escolhas profissionais.

Estas escolas vão por isso promover uma série de desafios propostos pelo Instituto Superior Técnico e dinamizados por alunas do mesmo e desenvolver um projeto com atividades adequadas à respetiva comunidade, com palestras, visitas a empresas e universidades de engenharia, e assim promover a discussão sobre a segregação profissional por sexo.

O projeto é direcionado a alunas do 10º e 11º anos do ensino secundário, a frequentarem a área de Ciências e Tecnologia, e a alunas do 3º ciclo do ensino básico (a inscreverem-se em cursos profissionais).

“Engenheiras por um Dia” pretende também estabelecer redes entre as raparigas estudantes e as mulheres profissionais nas áreas.

Em Portugal, no últimos anos, as mulheres representaram apenas 19% das inscrições em licenciaturas na área da engenharia, em contraste com as restantes áreas do ensino superior em que o sexo feminino representa a maioria.

O projeto resulta de uma parceria entre o Governo, o Instituto Superior Técnico (IST) da Universidade de Lisboa, a Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres e as dez escolas ou agrupamentos escolares, com o patrocínio da IBM Portugal, Siemens e Microsoft Portugal.