Motos com inspecção obrigatória a partir de outubro

Motos2016Os motociclos, triciclos e quadriciclos com cilindrada igual ou superior a 250 centímetros cúbicos vão passar a ir à inspeção. Cada inspeção custa cerca de 15 euros e recai sobre os medidores de velocidade, travões, elementos de identificação dos veículos e luzes.

A Associação Nacional de Centros de Inspeção Automóvel adianta que as motas vão passar a ir à inspeção a partir de outubro visto que cerca de metade dos centros de inspeção existentes em Portugal Continental estão preparados com linhas adequadas à verificação das boas condições de funcionamento e de segurança dos motociclos.

Paulo Pires, inspetor no Centro de inspeção de veículos em Elvas, adianta: já temos os equipamentos necessários montados mas acredito que esta medida só avance em princípio de 2017 e que só estará a funcionar no próximo ano. Para já, não podemos adiantar muito, não há regulamentação pronta para as motas e os inspetores ainda não tem formação adequada. Tudo o que seja um serviço obrigatório, não é do agrado dos cidadãos, é mais uma medida imposta pelo estado e será mais uma despesa, são mais uns itens que vamos ver nas motas e que podem não estar de acordo com a legislação”.

A medida legislativa prevista desde 2012 obriga à inspeção de motociclos, triciclos e quadriciclos com cilindrada igual ou superior a 250 centímetros cúbicos. Estima-se que cerca de 80 mil veículos fiquem sujeitos à inspeção.