Turismo: Número de dormidas sobe 14% no Alentejo

0turismoSegundo o Boletimd e Actividade Estatística do Instituto Nacionald e Estatística (INE) o número de dormidas subiu 14% no Alentejo, sendo o terceiro valor mais elevado em todo o país. Estes 14% são referentes ao mês de junho quando comparado com o mesmo mês em 2015. A evolução dos indicadores turisticos no Alentejo continua a ser maioritariamente positiva, o que antecipa uma melhoria da região quando comparada com o resto do país.

No que diz respeito à estadia média o Alentejo deixou de ter o valor mais baixo do país, trocando com o Centro, tendo verificado uma subida de 1,9%, para 1,82 noites. Este valor permitiu também melhorar a taxa de ocupação-cama. Aqui registou-se a segunda maior subida no país no valor de 4,5 pontos percentuais, alcançando os 38,8% de taxa de ocupação-cama.

Durante o mês de junho o turismo gerou 7,8 milhões de euros no Alentejo. Outro dos valores mais significativos para a região é a recuperação do mercado interno, que depois de cair 8% no mês de Maio, subiu 15,5% no mês de junho. As subidas registadas mostram que o  Alentejo tem um caminho significativo a percorrer no turismo em Portugal, que tem margem para investimentos turisticos de maior valor acrescentado e de oferta de entretenimento que permitam aumentar a ocupação por quarto disponível. A região continua a ter um dos mais baixos rendimentos médios por quarto (€29,30) e o mais baixo número de dormidas em todo o país. Os números apresentados foram revelados no Boletimd e Actividade Estatística do Instituto Nacionald e Estatística (INE).