Número de famílias sobreendividadas que pedem ajuda não regista melhoria

MaraCosntantinoA DECO – Delegação Regional de Évora verificou no primeiro semestre de 2016, que o número de famílias sobreendividadas que pedem ajuda, quer na Delegação Regional de Évora, quer na região Alentejo, não registou uma melhoria, o número de pedidos de ajuda foi idêntico ao registado em 2015.

O Gabinete de Apoio ao Sobreendividado, existe desde 2000 e faz parte do apoio que a DECO presta diariamente a quem recorre à Associação. Aconselhamento, informação e renegociação são as palavras de ordem, para quem recorre aos serviços deste gabinete.

Mara Constantino, jurista na delegação de Évora da DECO, afirma: “ a DECO em conjunto com a informação prestada pelo consumidor traça o melhor caminho, com vista à melhoria das condições financeiras e económicas do agregado familiar, que em muitos dos casos se encontra em situação limite. A par do atendimento presencial feito ao consumidor economicamente desprotegido, com vista a apoiá-lo no reequilíbrio da sua situação financeira, a DECO atua de forma preventiva promovendo formação, no sentido de contribuir para a sua capacitação ao nível de uma melhor e mais eficaz gestão do orçamento e uma maior competência ao nível da sua literacia financeira”.

Estas iniciativas são dinamizadas pela DECO, de norte a sul do país e são promovidas em parceria com autarquias, IPSS’s para a comunidade e para técnicos destas entidades e em contexto escolar, para o jovem consumidor e professores.