Alqueva já mobilizou 4 mil milhões de euros desde a sua criação

Grande_lago_alqueva_3

No início do ano de 2015, repartidos entre investimentos públicos e privados, o projeto de regadio de Alqueva mobilizava 4 mil milhões de euros, a que se irão juntar mais 1000 milhões de euros até 2020, nomeadamente potenciados pelos apoios da Comissão Europeia.

Quanto ao impacto no mercado de trabalho, entre empregos criados de forma direta e induzidos indiretamente pelos projetos desenvolvidos em Alqueva, a empresa encarregue deste projeto estima que se possa estar no patamar dos 20 mil postos de trabalho.

Passaram 13 anos desde que se mudaram todos os 423 habitantes da Luz. Com a construção da barragem de Alqueva, a antiga aldeia da Luz ficaria submersa pelas águas. Foram necessários vários estudos e consultas populares para se optar pela construção de uma nova aldeia onde foram realojados os habitantes. Foi então construída uma nova aldeia, situada a cerca de três quilómetros da velha povoação.

Após vários anos de avanços e recuos as obras ficam concluídas em janeiro de 2002. No dia 8 de fevereiro, do mesmo ano, fecharam-se as comportas e iniciou-se o enchimento da albufeira do Alqueva. Esta grandiosa obra, localizada no coração do Alentejo e inserida na bacia hidrográfica do Rio Guadiana, está desde então a formar o maior lago artificial da Europa.

Ao total a barragem tem uma albufeira com 250 km², mais de 1100kms de margens e abrange 5 concelhos do Alentejo: Portel, Moura, Reguengos de Monsaraz, Mourão e Alandroal, e ainda os municípios raianos de Olivença, Cheles, Alconchel e Villanueva del Fresno. Hoje em dia é a maior reserva de água do país. A capacidade de produção elétrica começou por ser de 260MW, o suficiente para fornecer o distrito de Beja, tendo a potência sido duplicada em 2012 para 520MW com dois grupos geradores reversíveis, que deverão produzir anualmente 381 gigawatts hora (GWh). Em outubro de 2012, entrou em serviço o reforço de potência da barragem de Alqueva, constituído por uma nova central com dois grupos geradores reversíveis, com 130 MW de potência cada um, duplicando a potência instalada da barragem. Também diversas infraestruturas do sistema global encontram-se já construídas (a barragem de Pedrógão, infraestrutura 12, Aldeia da Luz) e muitas outras em fase avançada de projeto.