GNR: Operação Carnaval com menos acidentes mas mais feridos

operacao_carnaval_2016A Guarda Nacional Republicana (GNR) intensificou, entre os dias 5 e 9 de fevereiro, o patrulhamento e a fiscalização rodoviária, orientando as ações para as vias mais críticas, com especial incidência para as que convergem aos locais onde tradicionalmente ocorrem festividades carnavalescas.

O balanço oficial a nível nacional aponta para um total de 871 acidentes, três mortos, 15 feridos graves e 273 feridos leves.

Comparativamente com 2015, na operação Carnaval, registaram-se menos 111 acidentes, igual número de mortos, mais quatro feridos graves, e mais dois feridos ligeiros.

Foram fiscalizados 21 mil condutores e registadas as seguintes infrações: 2.113 por excesso de velocidade; 818 infrações por condução sob a influência do álcool, tendo sido detidos 279 condutores por condução com taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,2 g/l; 320 pela incorreta ou não utilização do cinto de segurança; e 319 por utilização indevida do telemóvel durante a condução.

No distrito de Évora, registo de 15 acidentes, que resultaram em 1 ferido grave e 3 feridos leves.

Em relação ao mesmo período no ano passado, houve uma diminuição no número de acidentes (menos 8), mais 1 ferido grave e menos 5 feridos leves.

A operação envolveu efetivos dos comandos territoriais, Unidade Nacional de Trânsito, Unidade de Intervenção e Unidade de Segurança e Honras de Estado que, para além das diversas ações de fiscalização com o objetivo de prevenir a sinistralidade rodoviária garantiram ainda a segurança dos locais associados às festividades do Carnaval, que decorreram por todo o país.