Governo altera regras de apoio a agricultores

O Governo vai mudar as regras de atribuição dos apoios comunitários aos agricultores. O executivo de Pedro Passos Coelho queria aumentar o cofinanciamento nacional de 15 para 25 por cento, como forma de desdobrar as verbas comunitárias e assim conseguir responder à avalanche de candidaturas recebidas no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural 2020, agora o executivo do PS quer voltar atrás nesta decisão.

O secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Amândio Torres, considera que esta medida pretende aliviar a comparticipação nacional: “a decisão do senhor ministro foi motivada para aliviar a componente nacional em termos de orçamento de Estado e, portanto, a programação é simplesmente a dizer que ‘mantém-se a que estava’, isto é, os 15 e não os 20 por cento que tinha sido proposto por Bruxelas”.

Amândio Torres justifica: “queremos que, neste ano de 2016, as coisas corram o mais estável possível, sem sobressaltos, sendo que, para 2017 e sequentes anos, a componente do orçamento de Estado não será 15 mas será 21 por cento e isso acontece porque não estava calculado que o Orçamento de Estado pudesse cumprir os 20 por cento”.