Monforte: Inaugurado Centro Interpretativo Tauromáquico

CentroInterpretativoIanuguuracao__1O Centro Interpretativo Tauromáquico de Monforte foi inaugurado esta segunda-feira, dia 27 de julho.

Gonçalo Lagem (na foto ao lado, à esquerda), presidente da Câmara Municipal de Monforte, revelou à nossa reportagem que este é “um espaço que está muito digno, que representa bem aquilo que é a história e a tradição e a afición de Monforte”.

Para o autarca, “muito mais importante que rentabilizar” é também “atrair visitantes, ter capacidade mobilizadora de pessoas rumo a Monforte para visitarem este equipamento”.

O Secretário de Estado da Administração Local, António Amaro (na foto em cima, à direita), marcou presença nestainauguração, garantindo que esta nova infraestrutura “valoriza muito uma tradição cultural local, a tauromaquia é uma arte muito importante para muitos portugueses e onde tem uma tradição e uma importância extraordinária”, referindo ainda que este é um “reconhecimento para as gentes da sua terra”.

“Esta é também uma iniciativa de promoção do desenvolvimento económico, ao valorizar uma arte que é também uma atividade económica, está-se a apostar na sua promoção e marca também uma preocupação nova que as câmaras têm, não só para construir as infraestruturas e os equipamentos básicos de que precisamos, mas também para o desenvolvimento económico e a criação de emprego”, afirma.

O cavaleiro João Moura considera que o Centro Interpretativo Tauromáquico “imortaliza aqueles que estiveram ligados à festa. Esta é uma zona de cavaleiros e tem fomentado muito o toureio a cavalo e tudo o que está relacionado com o toureio”.

Para Paulo Caetano esta infraestrutura atribui reconhecimento a todas as pessoas que estão e estiveram ligadas a esta arte: “É patente naquele painel de entrada tanta e tanta gente que deu para o touro, teve a honra de viver do touro e isso é uma coisa muito bonita e vê-la reconhecida nesta terra, que também é minha, é uma grande alegria e uma grande felicidade”.

Também o cavaleiro João Moura Caetano marcou presença nesta inauguração e em declarações à nossa reportagem considera que a infraestrutura “está bem conseguida”. “É muito importante porque Monforte é uma das capitais do toureio em Portugal e acho que faz todo o sentido as pessoas que visitam a nossa terra poderem ter algo para visitar nesse aspeto. Acho que é um grande passo”, garante.

Já o bandarilheiro Ricardo Raimundo revela que o Centro Interpretativo “foi uma coisa muito bem feita, Monforte já merecia um centro destes, afinal tem tudo: cavaleiros, forcados, bandarilheiros e ganadarias”.

Este é um espaço orientado para a dinamização e valorização de atividades relacionadas com a tauromaquia e conta com um total de três salas: a Sala Museu, a Sala Interpretativa e a Sala Multimédia.

Na Sala Museu estão expostos objetos pessoais de todos os intervenientes relacionados com a tauromaquia monfortense, bem como a sua história e o seu percurso profissional.

Na Sala Interpretativa o público tem contacto direto com aquilo que é uma praça de touros: as trincheiras, bandarilhas, ferros de ferrar o gado, cartéis taurinos e uma estrutura de tamanho real de um touro de lide.

A Sala Audiovisual permite aos visitantes entrar no ambiente de uma corrida de touros, estando equipada com um sistema de som e vídeo.

O Centro Interpretativo de Monforte está situado junto ao Jardim António Sardinha.