Primeiros nomes conhecidos para o Festival de Sines

fmm_sines_2015

O Festival Músicas do Mundo de Sines (FMM Sines) anunciou os primeiros nomes para a 17.ª edição que decorrerá de 17 a 25 de julho, em Sines e em Porto Covo.

Os primeiros cinco artistas conhecidos para a edição deste ano vêm de África.

Um deles é o saxofonista nigeriano Orlando Julius (acompanhado de The Heliocentrics), que foi pioneiro na fusão da música tradicional africana com a soul e o R&B norte-americano, e do conterrâneo Dele Sosimi, com a Afrobeat Orchestra, que esteve em Portugal em 2008.

Do Mali são esperados os tocadores de kora Toumani Diabaté e Sidiki Diabaté, pai e filho que atuam esta semana em Lisboa, na Culturgest, assim como – em estreia em Portugal – os Songhoy Blues, grupo formado por quatro jovens músicos, influenciados pelo legado de Ali Farka Touré e Baba Salah e marcados pelo cenário de conflito no país. Editam este mês o primeiro álbum, “Music in Exile”.

Ao cartaz junta-se ainda o músico Peter Solo, nascido no Togo, no seio da trio Guin, radicado em França, onde criou o grupo Vaudou Game, assim como os Ibibio Sound Machine, coletivo de oito músicos de Londres, liderados pela cantora de sangue nigeriano Eno Williams, que editou no ano passado o disco de estreia, homónimo, marcado pela conjugação de gospel, soul e disco.