Cem farmácias já aviam receitas eletrónicas

receitasCerca de cem farmácias de Setúbal, Coimbra, Viana do Castelo e Beja já começaram a dispensar medicamentos através de receita eletrónica, dando cumprimento a um programa apresentado, na passada segunda-feira, 2 de fevereiro, em Setúbal pelo Ministro da Saúde, Paulo Macedo.

O fim das receitas em papel é um projeto antigo e que irá permitir às farmácias aderentes a consulta da prescrição efetuada pelo médico com recurso apenas ao número de cartão de cidadão ou número de utente.

O objetivo é tornar o processo mais seguro, diminuindo o risco de fraude. Estima-se que em 2014 as situações de fraude terão lesado o Estado em cerca de 340 milhões de euros.

Nos próximos seis meses espera-se que a generalidade das farmácias tenha condições para aviar receitas eletrónicas.

No mesmo dia foi lançado um programa de incentivo à venda de medicamentos genéricos pelas farmácias, que numa primeira fase visa que a quota de mercado dos medicamentos genéricos aumente dos atuais 46% para os 50%, mas cujo objetivo final é alcançar a quota de 60%.