Cancro pode matar mais de 32 mil portugueses por ano em 2030

dia_mundial_cancro_4_fevHoje, 4 de fevereiro, é Dia Mundial da Luta Contra o Cancro.

A Organização Mundial de Saúde prevê que em 2030 o cancro mate mais de 32 mil portugueses por ano – um aumento de 34,5 por cento em relação aos 24 mil que morrem atualmente por causa desta doença. Em Portugal, o aumento do número de casos será de 12,7 por cento na população abaixo dos 65 anos e de 40 por cento nos mais velhos.

Apesar dos números registados, a prevenção ainda continua a ser uma das melhores medidas a adotar. De acordo com a Liga Portuguesa Contra o Cancro, para fazer frente a esta doença é “necessário reduzir os fatores de risco de cancro, e sensibilizar as pessoas para a adoção de estilos de vida saudável” e “assegurar o acesso aos programas de diagnóstico precoce do cancro”.

Proporcionar a todos os doentes “tratamento efetivo e de qualidade, em igualdade de condições, independentemente do contexto socioeconómico e da origem geográfica” e “melhorar a qualidade de vida, potenciando o bem-estar físico, mental e emocional dos doentes, familiares e cuidadores” são outras das medidas que a Liga Portuguesa Contra o Contra garante que permitem “vencer o cancro”.