Propinas descem no próximo ano lectivo

examesPropinas das licenciaturas e mestrados integrados das universidades públicas vão descer já no próximo ano letivo.

Tendo em conta o valor médio da taxa de inflação anual, em 2015/16 as propinas deverão baixar cerca de 4,37€. Ou seja, a partir de setembro um estudante passará a pagar um máximo anual de 1063.48€, sendo este o valor mais baixo dos últimos dois anos.

No sentido inverso o valor da propina mínima vai aumentar 26€ no próximo ano. Tal sucede porque o salário mínimo subiu para 505€, implicando a atualização deste valor de 630,5 para os 656,5€ a partir de setembro.

Desde 2003 que a Lei de Financiamento do Ensino Superior define que o valor da propina máxima nas licenciaturas é atualizado de acordo com a taxa média de inflação anual do ano civil anterior. Já a propina mínima corresponde a 1,3 do salário mínimo nacional.

Definidos os valores máximos e mínimos, cabe agora a cada universidade ou politécnico decidir o valor de propina a cobrar.